Rádio FM Do Povo 94,9 Mhz
Jaru/RO
Min.
Máx.
Moradores de rua relatam dificuldades para conseguir vaga em abrigos da Prefeitura de SP
23/05/2018

Prefeitura diz que na última noite mais de 200 vagas em centros de acolhimentos ficaram ociosas. Moradores de rua sofrem com o frio e a dificuldade de conseguir vaga em abrigos O frio deixa ainda mais grave a situação dos moradores de rua. Muitos deles preferem ficar nas ruas por causa da burocracia que é conseguir uma vaga num dos abrigos da Prefeitura de São Paulo. A luta para conseguir uma vaga chega até ao canal de serviço no telefone 156. Muitas pessoas pedem ajuda na pastoral da rua, na Mooca. Na manhã desta quarta-feira, quase 200 foram ao local. É o caso de José Raimundo Batista, que foi desligado do centro de acolhimento da água rasa porque dormiu além da hora de sair. Entre os moradores de rua que esperavam por um destino, ali, muitas reclamações. O segurança Benigno Rodrigues disse ao SP1 que é difícil conseguir falar na Central de Atendimento. O cozinheiro José Antônio Santana afirmou que viu uma perua do serviço passando em frente, deu sinal mas o veículo não parou. Para o Padre Júlio Lancelotti, coordenador da Pastoral dos Moradores de Rua, o cartão sem nome é uma prova de que o sistema criado pela Prefeitura é desumano e burocrático e dificulta o acolhimento porque afasta as pessoas que precisam. “É preciso menos burocracia, que a pessoa não seja número, seja pessoa, que seja acolhida de verdade, e não só de um título. Vagas é pra estacionamento, o que as pessoas precisam é de um lugar pra ser o que ela é”, diz o padre. A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social afirma que não há falta de camas, e que para o frio, a Prefeitura informou que foram criadas 619 vagas emergências e, na última noite, 230 delas ficaram vazias. No Centro Temporário de Acolhimento (CTA) da Lapa, foram dez vagas ociosas. O secretário em exercício, José Castro, disse que as regras são criadas a partir da realidade dos moradores de rua e são mais flexíveis quando existe necessidade. “Além disso, nos serviços estimulamos muito a realização de assembleias pra que as regras gerais que impactam a todos sejam aprovadas e sugeridas pelos próprios usuários do serviço”, diz o secretário.
Fonte: G1
21:00 as 21:00
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
Av Dom Pedro l, 1045 - Jaru/RO
Ligue agora
(69) 3521-6634
Horário de atendimento
08:00 AS 18:00 HS