728 x 90
[lbg_audio8_html5_shoutcast settings_id="1"]

75 vizinhos de barragens da Vale de Nova Lima e de Ouro Preto também serão retirados de suas casas

Cinco estruturas fazem parte das barragens da empresa do tipo “alteamento a montante”.

A Vale comunicou nesta quarta-feira (20) que vai retirar cerca de 75 pessoas que vivem próximas a barragens localizadas em Nova Lima e Ouro Preto. As cinco barragens são: Vargem Grande, Forquilha I, Forquilha II, Forquilha III e Grupo.

As estruturas fazem parte das 10 barragens da Vale do tipo “alteamento a montante” e segundo a empresa, as estruturas já estão inativas.

De acordo com tenente coronel Flávio Godinho, coordenador da Defesa Civil Estadual, em Nova Lima, cerca de 60 pessoas estão sendo retiradas de suas casas. Elas devem ser levadas para hotéis em Nova Lima. Em Ouro Preto, nas proximidades da mina Fábrica, outras 15 pessoas devem ser realocadas dos distritos de Miguel Burnier e Pires para hotéis da região.

Segundo a companhia, a produção da mina Fábrica, em Ouro Preto será mantida através do processamento a seco, que não utiliza barragens para depósito de rejeitos.

A reportagem entrou em contato com a prefeitura de Ouro Preto, que informou ter sido comunicada da medida pela Vale na manhã desta quarta. A coordenadoria da Defesa Civil Municipal da cidade ainda não se posicionou. A prefeitura de Nova Lima também foi contatada e um retorno é aguardado.

Outras barragens

Desde o rompimento da Barragem I, da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, no dia 25 de janeiro, a Vale já retirou moradores das proximidades de outras duas barragens: Mina Gongo Soco (Barão de Cocais) e Mina Mar Azul (Nova Lima). No dia oito de fevereiro, uma outra barragem da empresa ArcelorMittal também foi evacuada na mina de Serra Azul (Itatiaiuçu).

Reportagem em atualização.

Leia comunicado da Vale:

“Vale informa sobre continuidade do descomissionamento de barragens a montante

Rio de Janeiro, 20 de fevereiro de 2019 A Vale S.A. (“Vale”) informa que, dando continuidade ao processo de descomissionamento da barragem a montante de Vargem Grande, anunciado em 4 de fevereiro no Fato Relevante “Vale informa sobre decisão de paralisação temporária das operações do Complexo de Vargem Grande”, nesta quarta-feira, 20 de fevereiro, a Vale coordenará com as autoridades a realocação das pessoas situadas na Zona de Autossalvamento (“ZAS”) da referida barragem.

A Vale informa, também, que iniciou a preparação para a realocação das pessoas nas ZAS associadas ao descomissionamento das barragens Forquilha I, Forquilha II, Forquilha III e Grupo, que fazem parte das dez barragens a montante inativas remanescentes da Vale conforme o plano de aceleração de descomissionamento anunciado no Fato Relevante “Vale anuncia o descomissionamento de todas as suas barragens a montante” do dia 29 de janeiro. Estas quatro barragens inativas estão localizadas no entorno da mina de Fábrica, cuja produção será mantida através do processamento a seco, com um impacto estimado de perda de aproximadamente 3 Mtpa em 2019.

No total, cerca de 75 pessoas que vivem próximas a cinco barragens devem deixar suas casas hoje de forma ordenada. “

Fonte: G1.Globo

banner plan materia

Comentarios

os comentaio sao de sua problia responsabilidade *

Novidades