728 x 90
[lbg_audio8_html5_shoutcast settings_id="1"]

Depois de nomear 4.050 CDS, Marcos Rocha vai criar mais cargos comissionados com salários entre R$ 4.500,00 e R$ 8.500,00

Mensagem chegou na terça-feira, 19, à Assembleia Legislativa e vai na contramão do que prometeu o coronel na campanha eleitoral, que era a redução do número de CDS.

Porto Velho, Rondônia – Depois de nomear 4.050 pessoas para cargos comissionados no Estado, o governador Marcos Rocha (PSL) enviou mensagem para a Assembleia Legislativa criando mais cargos de assessoramento em um órgão do Estado, desta vez na falida Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd).

A proposta de criação dos cargos surpreendeu alguns  deputados, que aguardavam justamente o contrário: a diminuição do número de CDS no âmbito estadual, como foi prometido pelo governador durante a campanha eleitoral.

Inviável economicamente, a Caerd enfrenta, há décadas, uma crise financeira insuperável. No ano passado, os funcionários de carreira amargaram atrasos salariais.

Agora, Marcos Rocha vai criar mais cargos de assessoria com salários de R$ 4.500,00; R$ 6.500,00 e R% 8.500,00, tudo sem concurso público e de livre nomeação.

Durante o Governo Confúcio, ex-chefe de Marcos Rocha, a Caerd foi usada como cabide de emprego de pessoas indicadas por políticos, situação que ameaça se repetir agora na administração do coronel. 

fonte:Tudo Rondônia.com

banner plan materia

Comentarios

os comentaio sao de sua problia responsabilidade *

Novidades