728 x 90
[lbg_audio8_html5_shoutcast settings_id="1"]

Tartarugas são achadas amarradas dentro de sacos em casa de Costa Marques, RO

Animais iriam ser abatidos. Polícia ainda apreendeu 150 ovos de tartarugas na geladeira da casa

Nove tartarugas foram resgatadas e 150 ovos de quelônios apreendidos pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (10), em uma casa de Costa Marques (RO), na fronteira com a Bolívia. De acordo com o delegado Reinaldo Reis, algumas das tartarugas estavam amarradas dentro de sacos de estopa, prontas para serem abatidas e consumidas.

O crime foi descoberto depois que o delegado compareceu pessoalmente em uma residência, após denúncia anônima. Ao chegar no endereço, uma criança atendeu Reinaldo e esta perguntou se o homem gostaria de ver as tartarugas.

De acordo com o delegado, nos fundos da residência ele encontrou uma espécie de galinheiro com três tartarugas, além de 150 ovos guardados em uma geladeira e vários cascos de tartarugas já consumidos.

Ao todo, nove tartarugas foram resgatadas pela polícia — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Ao todo, nove tartarugas foram resgatadas pela polícia — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Ao ir até a residência vizinha, o delegado localizou mais seis tartarugas, sendo uma na caixa d’água vazia e outras cinco amarradas dentro de sacos de estopas, espalhados pelo terreno.

Duas pessoas foram encontradas neste segundo imóvel. Segundo o delegado, os suspeitos foram conduzidos à delegacia de Costa Marques e serão interrogados. Eles devem responder por maus-tratos de animais silvestres. A pena para este tipo de crime é de três meses a um ano de detenção, além de multa.

Ao G1, o delegado diz que as tartarugas devem ser soltas no Rio Guaporé no fim da tarde desta quarta-feira. “Elas serão soltas em uma região conhecida como praia do Curralinho”, diz.

A soltura deve ser acompanhada pelo Ministério Público de Rondônia (MP-RO) e Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental (Sedam).

Reinaldo também pede à população para denunciar casos de maus-tratos contra animais, através do telefone 197 da Polícia Civil. A ligação é gratuita e anônima.

Delegado diz que encontrou cascos de tartarugas já consumidos — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Delegado diz que encontrou cascos de tartarugas já consumidos — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Várias tartarugas tinham ferimentos nas patas e pescoço — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Várias tartarugas tinham ferimentos nas patas e pescoço — Foto: Polícia Civil/Divulgação

banner plan materia

Comentarios

os comentaio sao de sua problia responsabilidade *

Novidades